Relato de viagem: As praias de Floripa

Para aproveitar bem os 7 dias em Floripa, fizemos um roteirinho separando as praias pelas regiões da ilha. O problema foi que as saídas noturnas e a leve chuva em um dos dias atrapalharam um pouco o roteiro, mas tentamos ver o máximo que deu. Lembrando que se você estiver de carro é muito melhor, você vai parando, dá pra curtir mais em uma praia do que em outra, deixa de ir em alguma porque uma favoreceu… =P

Mas vamos lá:

Chegamos dia 24 a tarde, e a nossa única programação era a comemoração do aniversário da nossa amiga-anfitriã. Fomos ao Chopp do Gus (Rua João Pio Duarte Silva, 1650 – Córrego Grande, Florianópolis – (48) 3028-5807) e fizemos a festa. Lá toca samba-rock (como na maioria dos botecos que conhecemos em Floripa).

O roteiro do dia 25 (Lagoa da Conceição  // Joaquina // Mole // Barra da Lagoa)  foi prejudicado pela farra da noite anterior, então tivemos que fazer um adendo ao dia 26.

Para o dia 26, estava previsto Cacupé // Santo Antônio de Lisboa // Sambaqui // Jurerê Internacional // Praia do Forte // Canasvieiras // Cachoeira do Bom Jesus // Ponta das Canas // Brava // Ingleses // Santinho. Porém, contudo, todavia, entretanto, mesmo saindo cedo rumo às praias, ficamos paradas quase uma hora na barreira da Polícia Rodoviária de SC porque as meninas estavam sem cinto de segurança no banco de trás (¬¬) e os policiais não conseguiam imprimir o auto da infração… Por conta disso, só conseguimos fazer nesse dia as praias do Forte, Jurerê Internacional, Canasvieiras, Lagoinha (no norte da ilha)  e Joaquina (no leste).

Felizes?

Na Praia do Forte, fizemos uma parada rápida só para algumas cervejas (Original, lá, custa R$ 9,00) e partimos para Jurerê Internacional para fotos estratégicas.

Vai uma Original aí?
Praia do Forte

De lá, fomos para Canasvieiras. A parada aqui foi para almoçar sequência de camarão – que de camarão tinha muito pouco (vou ficar devendo, por hora, o nome do lugar onde almoçamos). Pagamos pela sequência para 4 pessoas um pouco mais de 100 reais, porque tinha o adicional de um peixe à delícia, mas se tivéssemos escolhido apenas a sequência seria comida suficiente, pois já vem, além dos camarões, peixe e lula. Descemos para a praia (foi a única praia onde vi brinquedos dentro da água, banana boats etc – para quem tem criança é bem interessante), paradinha para foto e seguimos caminho.

Sequência de Camarão
Praia de Canasvieiras

Chegando em Lagoinha, paramos para (finalmente) entrar no mar… Geeeeeeente, água suuuuuuuuper gelada, mas o mar é calmo e limpo. Para quem tiver pele de sapo, super recomendo, mas para quem (como eu!!!) é super friorento, passe longe da água.

Por último, mas nem por isso menos bonita, fomos para Joaquina. A vantagem de anoitecer quase às 20h foi poder ter chegado nessa praia às 18h30 e ainda poder apreciar o visual. Paradinha para corações de frango, ostras e cervejas a R$ 5,00.

Joaquina às 18h40

Já para o dia 27, a programação original era o Sul da Ilha, incluindo Campeche // Armação – Mirante do Morro das Pedras // Lagoa do Peri // Matadeiro // Pântano do sul (Bar do Arantes) // Solidão // Saquinho. Diante do cansaço do dia anterior (SEM DIREITO À SAÍDA NOTURNA), saímos muito tarde e fomos direto almoçar (no self service do supermercado Imperatriz – recomendo para quem quer comida rápida e no preço). Sendo bem realistas, cortamos parte do roteiro previsto e fizemos apenas Campeche, Matadeiro, Pântano do Sul e Solidão. Em todas as praias ficamos pouco tempo, pois só tínhamos o período da tarde para ver tudo.

Campeche foi a primeira parada. Não conseguimos ir para a Ilha de Campeche, mas várias pessoas indicam esse passeio, que custa cerca de R$ 100,00. Ficamos apenas na praia, que já estava ficando cheia de turistas e que tinha o atrativo de Skol a R$ 5,00 (recomendo o restaurante Pequeno Príncipe, que fica de frente para o mar).

Ilha de Campeche

Continuando o roteiro, fizemos uma parada estratégica para observar a vista do sul da ilha de Florianópolis a partir do Mirante do Convento do Morro das Pedras.

Mirante
Xiiiiis

Seguimos em direção à praia de Matadeiro. Aqui, pela primeira vez, vi surfistas no mar. 

Essa praia é de matar qualquer um… #Matadeiro

De lá, fomos para a praia da Solidão, que justifica-se pelo nome, já que não vimos muita gente por lá.

Solidão… Que nada!

Tiradas as fotos de praxe, seguimos para o destino principal do dia: Pântano do Sul. A praia em si não é a mais bonita de Floripa, mas a atração de lá é o Bar do Arantes. Super recomendo uma parada demorada no bar, para tomar uma cervejinha, comer pastéis de camarão, de queijo e outros petiscos, e apreciar a vista da praia. Ah, não esquecer de deixar o seu bilhetinho pregado na parede ou no teto, ok…

Bar do Arantes
Será que deixaram algum recado pra mim?

Dia 28, que  não estava programado, foi o nosso último dia de praia. Juntamos os amigos e fomos para Guarda do Embaú, que fica na cidade de Palhoça, a 50 km de Floripa. A praia é linda, mas recomenda-se sair cedo de Floripa para aproveitar mais o dia por lá. Leve com você toda a bebida e a comida que for consumir, além de cadeiras e guarda-sol. Como não sabíamos de tudo isso, levamos apenas as cervejas. Chegamos à praia, não quisemos fazer a travessia para o trecho onde tem mais barraquinhas. No pedaço da praia onde ficamos, há aluguel de cadeiras e guarda-sol por R$5,00 cada. Comida não tem pra vender, apenas uns petiscos (que acabam logo). Para quem não sabe, em Guarda do Embaú fica a pousada do modelo Paulo Zulu, chamada Zululand (pena que não vi nem o Zulu e nem sua pousada por lá, mas fica a dica para quem tiver mais tempo e quiser ficar pela Guarda uns dias). 

Guarda do Embaú
Cremosas e Jedi
Guarda do Embaú
Anúncios

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s