Uma viagem pelas casas mais diferentes do mundo

Você já imaginou fazer uma viagem diferente, saindo do lugar-comum dos museus, parques, teatros e cafés das grandes cidades, e que te leve para um outro tipo de viagem (dessa vez astral), de vários arquitetos?

Nesse segundo post com proposta de viagem diferente (veja o outro aqui), todos somos chamados a conhecer 10 casas com estilos arquitetônicos diferentes, que brincam com o imaginário de quem está de fora e de quem mora nelas. O post original é do site Pêssega d’Oro, e lá vocês podem ver mais fotos de cada casa.

Dá só uma olhada:

“As casas mais inusitadas mundo afora”

1 – Casa transparente, Japão
Arquitetos: Sou Fujimoto Architects

Projetada para um jovem casal em um bairro tranquilo de Tóquio, os 914 metros quadrados da casa transparente contrasta os típicos muros de concreto vistos na maior parte do das densas áreas residenciais do Japão. Associado ao conceito de viver em uma árvore, o interior é espaçoso e é composto por 21 placas de piso individuais, todos situados em diversas alturas, que satisfazem o desejo dos clientes de viverem como nômades dentro de sua própria casa.

Descrito como ”uma unidade de separação e coerência”, a casa atua como um quarto único e uma coleção de quartos. O programa vagamente definido e as placas de piso individuais criam um cenário para uma série de atividades que podem ocorrer em diferentes escalas. A casa oferece espaços de intimidade, se duas pessoas optam por estar perto, ao mesmo tempo, acomodar para um grupo de convidados, distribuindo as pessoas em toda a casa.

2 – Casa PAS, EUA
Arquitetos: François Perrin + Gil Lebon Delapointe

A Casa PAS é um projeto de residência privada em Malibu, na Califórnia. Nessa casa seus habitantes podem andar de skate em todos seus ambientes e superfícies, interiores e exteriores. O cliente do projeto é Pierre André Senizergues (PAS), um ex-campeão do mundo e Pro-Skater, fundador e proprietário da Sole Technology, empresa líder de roupas esportivas, com marcas como Etnies, Emerica.

O projeto está em um terreno com vista para o Pacifico, na zona alta de Malibu, e foi desenvolvido pelo skatista e projetista Gil Lebon Delapointe e o arquiteto François Perrin. O conceito da habitação é uma fita que gera uma superfície continua.

3 – Casa Keret – A casa mais estreita do mundo, Polônia

Contra todas as probabilidades, o projeto da casa mais estreita do mundo, a Casa Keret, em Varsóvia, na Polônia, concretizou-se graças ao apoio da Fundação Polonesa de Arte Moderna e a Prefeitura de Varsóvia.

O arquiteto, Jakub Szczesny, do estúdio Centrala, projetou a casa com uma superfície semitransparente de policarbonato para que a luz pudesse entrar e o morador não se sentisse em um lugar claustrofóbico. No entanto, poderia ser difícil de evitar tal sensação – afinal, a estrutura, que tem 90 cm de largura em uma extremidade e 1,5m em outra, está encravada entre dois edifícios, só pode ser acessada por uma escada e não tem janelas. Mesmo a geladeira só pode guardar duas bebidas ao mesmo tempo.

Por outro lado, a estrutura é mais uma instalação artística, que busca levantar questões sobre o passado e o presente de Varsóvia, que uma residência permanente. Segundo o arquiteto, Szczesny, a casa é uma crítica ao déficit habitacional na Polônia, sugerindo que mais espaços residuais devam ser utilizados; além disso, a casa atrai atenção para os trágicos eventos da segunda Guerra Mundial que destruíram a cidade e estimularam a construção de seus edifícios modernos.

De fato, a casa se localiza onde fora o Gueto Judaico de Varsóvia, levando Etgar Keret, o escritor israelense que será o primeiro inquilino da casa (e em função de quem a casa foi nomeada), a considerá-la um “memorial” à sua família, que morreu na revolta polonesa contra os nazistas em 1944. Contudo, após seis meses Keret passará a chave da casa adiante, para que outro inquilino possa ter a experiência de viver nela.

4 – Antiga torre de água transformada em um moderno espaço habitável, na Bélgica
Arquitetos: Bham Design Studio

Imagine-se imaginar vivendo em uma casa que foi construída há quase 100 anos, e já foi usada até mesmo como um esconderijo nazista durante a guerra. Agora adicione a isso, o fato de que a casa é, na verdade, uma torre de água com 100 metros de altura que funcionou até 1990, e talvez assim, você consiga chegar perto de entender o quão legal é.

O Bham Design Studio começou a desenvolver este projecto de renovação da torre em 2007 e, eventualmente, acabou se tornando um apartamento de família, estruturado em cinco andares. O terraço no último andar, proporciona um belo panorama, com vista para a aldeia belga de Steenokkerzeel… e um chuveiro ao ar livre!

5 – Casa inspirada nos Flintstones, Malibu – EUA

Com personagens espirituosos e originais, os Flintstones se tornou um dos desenhos animados mais famosos de todos os tempos. Mas quem poderia imaginar que uma casa feita de rochas, aparentando ter surgido na Idade da Pedra, poderia competir com as mais modernas residências?

A estrutura de um pavimento com o seu interior rochoso se parece com a casa de Fred e Wilma, no entanto, esta versão do mundo real do clássico dos anos 60, possui um quarto, dois banheiros, uma lareira e inúmeras grandes janelas de vidro que oferecem uma vista para as luzes da cidade e o pôr do sol, além do Vale Serrano, as montanhas de Boney, Ilhas do Canal e do Oceano Pacífico. Tá bom pra você?

Toda a propriedade ocupa mais de 22 hectares e está à espera de um novo dono.

6 – Casa de 1 m2 – Alemanha
Arquiteto: Van Bo Le-Mentzel

O Arquiteto alemão, fundador do Hartz IV Möbel, Van Bo Le-Mentzel, criou a que seria a menor casa do mundo. Chamada “casa de um m2“, feita de madeira com uma superfície de somente um metro quadrado; que através de uma simples ação pode transformar-se em um lugar para dormir.

A criação de Mentzel surgiu da sua própria experiência, já que passou grande parte de sua vida como refugiado, movendo-se e dependendo de subsídios sociais ou de habitação social. Por isso decidiu construir uma casa que, mais que espaçosa, pudesse ser levada a todas as partes, pudesse ficar em qualquer lugar que quisesse chamar de lar. Uma casa para quem seja, com um metro quadrado de liberdade. Realizada com materiais simples, capazes de serem encontrados em qualquer loja de material de construção.

“Sempre fui muito cético sobre o feito de que nossa qualidade de vida tão fixa aos números. Em euros, por exemplo, e euros por metro quadrado“, disse a BMW Guggenheim Lab. “Quando buscas um apartamento, por exemplo, a primeira coisa que olha é a localização, e logo nos números; quantos dormitórios, quantos metros quadrados? Mas quando realmente pensas nisso, os metros quadrados não dizem nada sobre a qualidade da casa, a vista da janela, como cheira, se os vizinhos são agradáveis. Estas são todas as coisas que não se pode colocar em números.”

“Então, bem, eu quero ter meu próprio metro quadrado. Quero que ninguém que não seja eu mesmo, possa decidir o que sucede com meu metro quadrado no mundo”, disse. “É o único metro quadrado no mundo em que posso decidir em que direção é a vista da janela, a direção que a porta se abre, que vizinhos tenho“.

Le-Mentzel espera que sua criação possa ser utilizada para lojas e escritórios móveis, como um espaço pessoal neste mundo super povoado, ou como um dormitório extra na sua própria casa. Pode ser utilizada ao ar livre ou debaixo de um teto.

7 – Casa escorregador, Japão
Arquitetos: LEVEL Architects

Você não precisa ser uma criança, para se sentir uma ao ver as fotos da “casa escorregador” no Japão.
A LEVEL Architects japonesa projetou uma residência familiar incomum de três andares, brincando com um escorregador que conecta todos eles. Esta casa de diversão é envolvido com escadas e um corredor de um lado, e escorregador do outro, que em conjunto formam um percurso circular em torno da área central da casa.

A casa Nakameguro de 1762 metros quadrados, está localizada em Meguro-ku, um dos municípios de Tóquio, no Japão. Agora, a única coisa que falta descobrir é o endereço exato, e esperar que os proprietários me deixem brincar com as creança.

8 – Casa de pedra, Portugal

Em uma montanha próxima a cidade Fafe, em Portugal, existe uma casa que deixaria até o mestre da terra média Peter Jackson, boquiaberto .
Construída no ano de 1973, a casa feita com, e entre, pedras gigantes. A casa tem uma forma única, que parece se encaixar nas curvas das pedras grandes. Infelizmente a casa está vazia, devido ao grande fluxo de turistas que a visitam constantemente.

9 – Igrejas convertidas em casas modernas
Arquitetos: Zecc Architecten

Zecc Architecten reaproveitou e transformou duas igrejas abandonadas em Utrecht, Holanda, em elegantes residências. Apesar do interior preservado e readaptado concretizarem uma atmosfera maravilhosa, acredito que você não ficaria muito confortável fazendo algumas coisas aqui… Ou ficaria. Sei lá!

Alguns podem até pensar que é inapropriado usar a casa de Deus de tal forma, porém de acordo com designboom, “centenas de igrejas vazias estão espalhadas por toda a Holanda e desde 1970 mais de 1.000 igrejas foram fechadas por suas comunidades, com mais de 1/3 das construções sendo demolidas. Re-utilização é a única forma de evitar a destruição de uma camada histórica dentro da cidade.”

Habitar ou demolir? Isso porque eu ainda nem compartilhei com vocês sobre a ideia que eu tenho de transformar uma catedral gótica, em uma buaty bapho… Mas isso eu deixo pra depois!

10 – Casa Nautilus, México
Arquiteto: Javier Senosiain

Você provavelmente nunca se perguntou como é a sensação de viver em uma concha, mas se um dia essa indagação passar por sua cabeça, você deve visitar a Casa Nautilus, na Cidade do México. Esta casa incrível em forma de concha foi projetada pelo arquiteto Javier Senosiain e construída em 2006.

Por mais estranha que pareça, a obra foi construída para uma família jovem, com dois filhos que estavam cansados ​​de estarem em casas convencionais e queriam mudar para uma integrada à natureza.

Com inspirações diretas na obra de Gaudí e Frank Lloyd Wright, a casa é dominado por superfícies suaves, escadas em espiral e plantações naturais que, transmitem a sensação de como se estivesse vivendo dentro de um caracol.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s