Primeiros dias em Paris

Depois de muitas horas de viagem e conexão em Amsterdam, chegamos em Paris no começo da tarde de domingo, 10 de junho de 2018. Era aniversário da minha mãe e essa viagem, a realização do sonho dela. Depois de pegarmos todas as malas, chamamos o UBER e seguimos direto para o apartamento que alugamos pelo Airbnb.

Depois de nos acomodarmos no apartamento do Airbnb, fomos até a agência de turismo para trocarmos os vouchers pelos tickets do passeio do primeiro dia da viagem.

Depois de muitas horas de viagem e conexão em Amsterdam, chegamos em Paris no começo da tarde de domingo, 10 de junho de 2018. Era aniversário da minha mãe e essa viagem, a realização do sonho dela. Depois de pegarmos todas as malas, chamamos o UBER e seguimos direto para o apartamento que alugamos pelo Airbnb.

Depois de nos acomodarmos no apartamento do Airbnb, fomos até a agência de turismo para trocarmos os vouchers pelos tickets do passeio do primeiro dia da viagem.

Como era a primeira viagem internacional da minha mãe, não planejei nada muito cansativo para nossa chegada, então fechamos o pacote Paris by Night, da agência Paris City Vision. O passeio inclui Cruzeiro no Rio Sena, City tour by bus e Jantar num restaurante próximo à Champs Elyseé (no caso, foi o “Le Bouef sur le toit”). Por pessoa, pagamos 89 euros. Como estávamos com medo de deixar para comprar na hora do passeio e não ter mais ingresso,  fechamos essa compra e a de outro passeio ainda no Brasil, assim, tivemos que pagar IOF e ainda pegamos ajustes de variação cambial (DICA: se puder, evite ao máximo usar o cartão de crédito, pois o ônus muitas vezes não compensa o bônus) na fatura do cartão.

O tempo no domingo estava nublado e uma leve chuva marcou o nosso primeiro passeio por Paris, sem, claro, ofuscar o charme da cidade-luz. Até chegarmos ao local da saída do barco, já passamos por alguns pontos turísticos, como a Place de La Concorde, vimos o Obeslico e a Torre Eiffel.

Guarda-chuvas e capas à postos, ficamos na parte superior do barco, para irmos apreciando todas as vistas que o Cruzeiro nos trazia. O passeio levou cerca de 1h. De lá, voltamos ao ônibus para o city tour. Mesmo cansadas de um dia inteiro de viagem (saímos de Fortaleza no dia anterior às 20h e chegamos em Paris 14h), ainda conseguimos ver a Academie Nationale de Musique, o Museu do Louvre, o Arco do Triunfo e a Torre Eiffel de frente. Depois do city tour, o ônibus nos deixou na esquina do restaurante.

O Le Bouef sur le toit é um restaurante tradicional de Paris, que, com certeza, já teve seus áureos tempos e que agora nos pareceu um pouco decadente. O cardápio oferecido no pacote nos dava direito a escolher entre 2 opções de cada prato. As opções até que estavam razoáveis, comemos Bisque de lagostim de entrada, jantamos Frango supremo com creme de cogumelos e purê de batatas; e, de sobremesa, o famoso Crème brûlée.

Após o jantar, seguimos até a Champs Elyseé e pegamos o metrô para casa.

Para que pudéssemos descansar um pouco, para o 2º dia estava programada a visita ao Museu do Louvre e depois uma caminhada desde o Museu até o Arco do Triunfo, passando pelo Jardin des Tuileries, pela a Place de La Concorde e pela Champs Elyseé.

Tomamos café com algumas coisas que levamos de casa (sim, levamos uma “feirinha” na mala, com sachês de cafés solúveis, sopas em pó, miojos (!), cookies) e com os croissants que minha mãe comprou na brasserie que fica ao lado do apartamento e seguimos para o Louvre.

Chegando lá, como era de se esperar, a fila para comprar os ingressos estava gigantesca. Enquanto eu fiquei na fila, minha irmã e minha mãe foram dar uma voltar pelo Carrousel do Louvre (um minishopping dentro do Museu). Apesar da fila grande, ela andou rápido e, como era de se esperar, nos perdemos dentro do museu (imagine tentar localizar alguém que não levou chip internacional e que não estava usando o Wifi do Louvre). Foi 1 hora de puro desespero, mas por fim nos encontramos no saguão de frente para o local da compra dos ingressos. Pra acessar ao Louvre, por pessoa, pagamos 17 euros.

Passado o susto, entramos pela Ala Sully, onde vimos algumas antiguidades egípcias, gregas e romanas, seguimos até a Ala Denon, onde está a Mona Lisa e outras pinturas italianas e espanholas. Passamos a tarde quase toda no Louvre e não vimos tudo (nem daria, pois para ver tudo é preciso pelo menos uns 3 dias inteiros no museu), mas o pouco que vimos deixou minha mãe feliz (para mim e minha irmã já era a nossa 3ª visita ao Louvre, então seguimos o ritmo e a vontade de nossa mãe).

Para almo-lanchar, fomos ao Carrousel e comemos no Mc Donalds. Como minha mãe estava cansada e o tempo não ajudou, já que começou a chover mais forte, desistimos da caminhada e voltamos para o apartamento. Depois de descansar e da chuva passar, demos uma volta no bairro para localizarmos um mercadinho para comprarmos algumas coisas para nossos cafés da manhã. Na volta, aproveitei para reorganizar nossos planos e nos prepararmos para os próximos dias.

Aguardem a continuação dessa viagem nos próximos posts. Aproveitem e vejam os posts de outros países por onde já passei.

Até breve e boas viagens!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s