Teve bagagem extraviada? Veja só essas dicas

Quem nunca teve uma mala perdida chegando ou voltando de viagem levanta a mão! Se você não levantou, você sabe bem o transtorno que é aguardar pela mala, sem saber se ela vai chegar ou não. Eu passei por isso voltando da França, em 2008. Na época, eu cheguei em Fortaleza-CE e minha mala foi parar em Natal-RN, mas a TAM resolveu super rápido a questão e mala chegou na minha casa no fim do dia.

Se você já passou ou está passando por isso, veja abaixo algumas dicas:

“Bagagem extraviada: como ser reembolsado”

Mais de 21 milhões de malas são perdidas em viagens aéreas a cada ano. Saiba como agir se isso acontecer

Os dados da Sita – empresa especializada em serviços da indústria da aviação – mostram que nos últimos dez anos o número de bagagem perdidas durante os voos caiu pela metade. Ainda assim, o levantamento mais recente aponta 21,6 milhões de casos registrados em todo o mundo. Mas, e se fosse com você?

No Brasil, todo passageiro que despacha sua mala no aeroporto, rodoviária e terminal marítimo tem direito à indenização caso aconteça extravio ou dano da bagagem. É o que determina a lei, alerta o advogado Fabrício Posocco.

Especialista em direito do consumidor, ele explica que a primeira coisa a se feita para evitar mais dor de cabeça é guardar o comprovante dado pela empresa de transporte. “Este documento é importante para provar que a mala foi transportada”, indica.

Caso o passageiro perceba que sua mala foi extraviada ou algo de dentro dela foi furtado, deve informar imediatamente à empresa aérea, de ônibus ou marítima. “Para isso, é preciso ir até ao balcão de atendimento da companhia na área do desembarque. Comunique o fato por escrito e guarde uma cópia”, ensina o advogado.

Nos casos de avaria ou violação da mala durante uma viagem aérea, o passageiro tem até sete dias após o recebimento da bagagem para comunicar por escrito à prestadora de serviço em questão.

O especialista enfatiza que também é preciso ir a uma delegacia mais próxima – os aeroportos costumam ter uma unidade policial para atendimento ao público – para fazer o boletim de ocorrência.

“O B.O. Serve como prova quando a empresa não reembolsa o passageiro, que recorre ao Judiciário em ações de danos materiais e morais”, diz Posocco. Há prazos definidos para que o consumidor receba um retorno.

Avião

Em viagens aéreas, após o aviso da ocorrência, a empresa tem até sete dias para encontrar e devolver a bagagem em voos domésticos, e até 21 dias em voos internacionais. Se não for restituída nesses prazos, a companhia deve indenizar o passageiro em até sete dias.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as regras contratuais aceitas no momento da compra da passagem estabelecem a forma e os limites diários do ressarcimento. “Quando o passageiro está fora do seu domicílio, a empresa deve ainda reembolsar as suas despesas em até sete dias contados da apresentação dos comprovantes de compras com produtos de higiene e vestuário”, exemplifica Posocco.

Se a mala for danificada de alguma forma, a companhia deve consertar ou substituir a bagagem em até sete dias a partir do protesto. Da mesma forma, deve indenizar a violação em igual período.

Ônibus

As empresas interestaduais têm até 30 dias para efetuar o pagamento de indenização por dano ou extravio de bagagem, após a reclamação registrada pelo passageiro. É o que determinam as normas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Navio

Em transportes aquaviários não há regras específicas, com prazos e sanções para extravios ou danos à bagagem. Por se tratar de uma relação de consumo, os fornecedores (agência de viagem e transportador) são obrigados à reparação do dano, independentemente de quaisquer eventuais cláusulas excludentes de responsabilidade ou ausência de contratação de seguro.

“Em todos os casos, se houver recusa à indenização integral, muita demora na resposta ou transferência de culpa do ocorrido a terceiro, o passageiro pode recorrer aos órgãos de defesa do consumidor ou ao Judiciário”, orienta Fabrício Posocco.

 

Matéria e foto publicados no site do jornal Diário do Nordeste

Anúncios

Dicas de albergues

Para quem curte viajar sem gastar muito dinheiro com hospedagem, aqui vão algumas dicas de albergues onde já me hospedei no Brasil e no mundo: Continue Lendo “Dicas de albergues”

Saiba como viajar de primeira classe “na faixa”

Quem já se imaginou viajando de primeira classe, tomando champagne em pleno voo e dormindo naquelas poltronas individuais e 100% reclináveis levanta a mão!!! \\o//
Acho que todo mundo que já pegou voos internacionais já quis sentir um gostinho de viajar na classe da riqueza e finesse. Pois bem, em pesquisa realizada por um site de busca de passagens, comissários deram dicas para que nós, pobre mortais, possamos ganhar upgrades nas nossas viagens, saindo da classe econômica para a executiva ou primeira classe sem pagar nadica de nada a mais por isso. Espia só:

“Confira dicas para conseguir um upgrade de classe em voo”

Pesquisa mostra atitudes que ajudam a mudar para lugar melhor no avião. Estar bem vestido e ser simpático estão entre as recomendações.

Pesquisa feita pelo buscador de passagens Skyscanner com 700 comissários de bordo de 83 países revela as melhores dicas para quem quer tentar a sorte na hora de embarcar em um voo e pedir um upgrade (mudança de classe, da econômica para a executiva, por exemplo). Dos comissários que responderam, 61% já deram upgrades grátis a alguém.
A pesquisa mostrou ainda os perfis de passageiros que têm mais chance e que têm menos chance de conseguir um lugar melhor no avião.
Segundo 72% dos comissários de bordo, quem viaja sozinho está mais propenso a ganhar a transferência para uma classe melhor. Um homem solteiro, bem vestido, com idade de cerca de 30 anos, é o passageiro mais propenso a ser transferido para business ou 1ª classe. Mulheres muito jovens, praticamente no fim da adolescência, e usando roupas provocantes, ou viajando em grupo, são as que têm menos chance na opinião dos funcionários das companhias.

Também têm boas chances os participantes de programas de milhagem ou passageiros com lesões ou doenças.
Quase dois terços dos funcionários de aéreas consultados disseram que um passageiro com um membro fraturado tem maior probabilidade de ter um upgrade gratuito.
Outra enquete feita pelo Skyscanner em 2012 indicou que os passageiros cobiçam tanto os assentos da primeira classe e executiva que 75% deles mentiriam para serem transferidos da econômica. Na ocasião, 14% considerariam se passar por recém-casados, 6% simulariam doenças ou lesões e 7% fingiriam viajar sozinhos para serem realojados.
Veja abaixo as dez dicas mais apontadas pelos comissários como úteis para conseguir um upgrade:

1. Seja educado e amigável (82% dos comissários consideram que isso faz diferença)
2. Entre para o programa milhagem da companhia aérea (80%)
3. Viaje desacompanhado (72%)
4. Se tiver algum tipo de lesão ou doença, deixe isso evidente (65%)
5. Vista-se bem (59%)
6. Se estiver em lua-de-mel, avise aos comissários (58%)
7. Faça amizades com os comissários (55%)
8. Viaje na baixa temporada; quanto mais lugar disponível, mais chance de upgrade (47%)
9. Conte histórias para ganhar a simpatia dos comissários (35%)
10. Capriche na sua apresentação, pois passageiros atraentes e bem cuidados têm mais chance de upgrade (31%)

Fonte: portal G1, em 24 de maio de 2013.

Viajando com crianças

Aproveitando o dia das mães, veja post do blog “Passo a passo para o Mundo” com dicas para quem vai viajar com crianças.

“Viajando com crianças? Conheça as regras e informações úteis”

Post de Passo a Passo para o Mundo | Publicado em 18, abr 2013

Durante o período das férias escolares muitas dúvidas surgem na cabeça dos pais que desejam viajar com seus filhos, ainda menores de idade. Há diversas regras que devem ser seguidas à risca pelos responsáveis que querem viajar com crianças, não só para destinos nacionais mas também no exterior. O Passo a Passo para o Mundo reuniu aqui as principais providências e informações que devem ser tomadas pelos adultos nessa situação, confira!

criança viagem

Menor viajando sozinho

  • No Brasil: o embarque de menores de 12 anos acompanhados de pessoas sem grau de parentesco exige apresentação de documento escrito pelos responsáveis, com reconhecimento de firma em cartório. Para viajantes entre 12 e 18 anos, é necessária autorização dos pais, também com firma reconhecida.
  • Para o exterior: o embarque de menores de 12 anos acompanhados de terceiros deve apresentar o RG (ou passaporte) e autorização escrita pelos responsáveis, com firma reconhecida em cartório.  Nesse caso, se um dos pais não puder assinar a autorização, deve-se requerer uma autorização na Vara da Infância e da Juventude.

Documentos para viagem ao exterior

Para crianças viajando com os pais para o exterior é necessária a emissão de documento de identidade (RG) ou o passaporte do menor. Para países que exigem visto é necessária a sua emissão, inclusive para bebês e babás que forem acompanhar na viagem.

Viagens de carro

  • Criaças até 1 ano: deve-se utilizar bebê-conforto, preso ao cinto de segurança do veículo.
  • Crianças de 1 e 4 anos: deve-se utilizar cadeirinhas apropriadas, também presas ao cinto de segurança.
  • Crianças de 4 a 7 anos e meio: a cadeirinha não precisa ter encosto, mas deve ficar presa ao cinto de segurança.
  • Crianças acima dos 7 anos: não há necessidade de cadeira apropriada, mas a mesma deve se sentar no banco traseiro, com cinto de segurança.

Viagem com apenas um dos pais

  • No Brasil: mesmo sendo o casal separado, não há necessidade de uma autorização, mas é necessário apresentar o documento de identidade (RG) ou certidão de nascimento (original ou cópia) comprovando a filiação.
  • Para o exterior: deve-se apresentar autorização por escrito, reconhecida em cartório, de ambos os pais. Se uma das partes estiver impossibilitada de escrever o documento deve-se obter uma autorização na Vara da Infância e da Juventude.

Viagem com avós, tios ou irmãos

  • No Brasil: é necessário apresentação de documento de identidade com foto, que comprove o parentesco ate o terceiro grau.
  • Para o exterior: deve-se emitir autorização por escrito, com o período e o destino do passeio, e reconhecer firma em cartório. Se um dos pais estiver impossibilidade de escrever uma autorização, deve-se obter a documentação na Vara da Infância e da Juventude.

Descontos em passagem de avião

As companhias aéreas podem cobrar passagens de crianças menores de 2 anos, caso as mesmas ocupem assentos no avião. No caso de crianças de colo o valor cobrado não deve ultrapassar 10% da tarifa paga pelo adulto.

Descontos em passagens de ônibus e trem

Em viagens de ônibus, crianças de até 5 anos não pagam passagem se viajarem no colo dos pais ou acompanhante. Já em viagens de trem, o valor a ser pago dependerá da tarifa cobrada pela companhia ferroviária.

Dicas para tirar fotos perfeitas durante a sua viagem

Olha só o post que a MSC Cruzeiros preparou!

Veja dicas para tirar fotos perfeitas durante a sua viagem.

Viajar é sinônimo de momentos inesquecíveis, e para guarda-los para sempre, nada melhor do que tirar muitas fotos! Por isso, hoje o Diário de Bordo MSC te ensina como tirar fotos incríveis.

Se você tiver tempo para pesquisar sobre o seu destino, uma boa opção é ver muitas fotos sobre o local, assim, você já vai saber o que quer registrar.

E que tal fazer uma lista de tudo o que você quer fotografar? Veja o itinerário das suas excursões e já vá pensando em cada detalhe e, além disso, aproveite a luz do final da tarde que cria o cenário perfeito para uma foto de um incrível pôr-do-sol.

Divirta-se durante a viagem e, sempre que achar um momento digno de ser registrado, fotografe. Durante a sua viagem, não vão faltar paisagens incríveis. Já nas áreas dos navios da MSC Cruzeiros, você vai encontrar vários detalhes especiais.

E não se esqueça de tirar uma foto sua em um momento especial para mandar junto com o seu depoimento para o MSC & Eu.

Para desfrutar tudo o que podemos trazer para você, consulte um agente de viagens parceiro da MSCe aproveite! :)

Relato de viagem: As praias de Floripa

Para aproveitar bem os 7 dias em Floripa, fizemos um roteirinho separando as praias pelas regiões da ilha. O problema foi que as saídas noturnas e a leve chuva em um dos dias atrapalharam um pouco o roteiro, mas tentamos ver o máximo que deu. Lembrando que se você estiver de carro é muito melhor, você vai parando, dá pra curtir mais em uma praia do que em outra, deixa de ir em alguma porque uma favoreceu… =P Continue Lendo “Relato de viagem: As praias de Floripa”

Relato de viagem: Morro de São Paulo ou Jericoacoara?

montagem

Em 2009 viajei para a Bahia, para passar uns dias com uma amiga que mora em Salvador. Como eu estava de férias e ela não, acabei indo para Morro de São Paulo sozinha. Fui com a maior expectativa do mundo, pois alguns amigos de Fortaleza e minha amiga baiana já conheciam a ilha e me falaram maravilhas do lugar, então arrumei minha mochila e me mandei.

Em Salvador, fui até a marina para pegar o catamarã que leva até o Morro. A viagem durou cerca de 1h30min, já que a maré ajudou. Chegando em Morro, primeiro obstáculo: vencer a barreira de carregadores de mala, que se oferecem “mui educadamente” para levar a sua bagagem até o hotel/pousada/albergue onde você irá ficar. Não lembro bem, mas acho que era algo em torno de R$ 2,50. Como eu levava apenas uma mochila, driblei os meus adversários e parti para o segundo obstáculo: a subida. Do “porto” onde o catamarã atraca até o nível regular de Morro, subi morro acima uns 150 metros íngremes. Continue Lendo “Relato de viagem: Morro de São Paulo ou Jericoacoara?”

Dicas de Paris – Parte 2

Continuando a série de dicas sobre Paris, seguem agora algumas sugestões de passeios e shows.

PASSEIOS

Rio Sena: Navegar pelo Sena é um charme. Existem passeios diurnos e noturnos de Bateaux-Mouches, que podem ser comprados no próprio pier de onde saem os barcos ou em agência de turismo. Durante o passeio, há informações em várias línguas explicando cada paisagem, monumento pelo qual o barco vai passando próximo. Você irá admirar o Palácio do Louvre, a Torre Eiffel, a Catedral de Notre Dame, entre outros. Continue Lendo “Dicas de Paris – Parte 2”

Dicas práticas para viajar na Europa

Por Janaína Taillade

Antes de mais nada, agradeço pelo espaço concedido pelo Passagem na mão. Sou Janaína Taillade. Realizei em junho de 2011 uma viagem de 33 dias à Europa, em que fui basicamente a Paris, a Londres (só três dias) e a Nice (sul da França). Gostaria de compartilhar experiências para amenizar possíveis dificuldades que possam ter. Minha ideia é abordar possíveis fontes de problemas. Dicas do que visitar podem vir em outro post. Àqueles que optaram por pacotes turísticos, quero parabenizar, pois acredito que simplificaram suas vidas. Mas para quem, como eu, gosta de se arriscar mais e de aproveitar uma maior liberdade, num roteiro organizado por si mesmo, vão as minhas dicas. Continue Lendo “Dicas práticas para viajar na Europa”